Manu M. é um livre caminho pela natureza da raiz natural da humanidade. Utilizando a inspiração própria Manu M. escolhe um equilíbrio entre canções que possam promover uma apropriação espiritual e meditativa. A poesia, em grande parte própria e acompanhada de instrumentos totalmente acústicos, como a guitarra clássica, a guitalele, a taça tibetana, os címbalos, os chocalhos, o pau de chuva, entre outros apelam a esta simplicidade própria da natureza biodiversa da vida. As vozes e o apelo à participação vocal de toda a audiência são também práticas de muitos dos concertos.
Por vezes geram-se rodas de energia e de sintonia que levam a uma estado de cura e partilha entre todos os seres presentes muito agradáveis e onde a alegria vinda do coração espiritual sempre pode sentir o sermos um só.

Venha visitar o Espaço Dharma, no Porto, para ver este concerto único, no dia 10 de janeiro.

 

Comentários

comentários