Este post foi originalmente publicado neste site
 

BPNGSÓ9DADES«»
A SAD liderada por Bruno de Carvalho recusou uma oferta formal dos egípcios do Al-Ahly pelo extremo internacional angolano Ary Papel. Segundo O JOGO apurou, a proposta possibilitava um encaixe de dois milhões de euros à sociedade verde e branca, que ficaria ainda com 30% de uma futura transferência. 

 Porém, o dirigente máximo dos leões foi taxativo na recusa, por entender que o atleta de 22 anos contratado recentemente ao 1.º de Agosto poderá valer muito mais num futuro próximo.

 
Essa convicção esteve igualmente por detrás de outra recusa que foi dada ao pedido de cedência por parte do Nacional da Madeira. Sabe O JOGO que Ary Papel, à semelhança de Gelson Dala – goleador do último campeonato angolano, no qual apontou 23 golos -, de 20 anos, tem vindo a treinar-se com a equipa secundária, orientada por João de Deus, mas a ideia dos responsáveis leoninos passa por colocar os atletas em causa num patamar superior. 
 
Por enquanto, atravessando uma fase de integração num clube europeu, os dois jogadores têm vindo a evoluir com João de Deus, antes de serem observados por Jorge Jesus, procedimento esse que deverá acontecer em breve, quando a densidade competitiva diminuir.
 
Certo é que enquanto tal não acontecer, Ary Papel e Gelson Dala devem ser utilizados na equipa secundária, assim que os aspectos burocráticos fiquem concluídos. É que, até ao momento, a federação angolana ainda não libertou toda a documentação necessária à inscrição dos atletas, algo que poderá acontecer no decurso da presente semana, isto com o intuito de ambos defrontarem o Portimonense na II Liga, no próximo domingo, dia 15.


 

Comentários

comentários